A assinatura e publicação do decreto 146/2019, que irá retirar valores hoje recebidos pelas cidades de Itajaí e Navegantes não foi o único golpe anunciado contra a economia da Foz do Itajaí, demonstrando que o governador Carlos Moisés (PSL) realmente nutre algum sentimento muito ruim pela região, única explicação para atos cujos impactos poderão resultar na falência dos municípios e de setores importantes da economia local. No dia 12 de junho, em reunião realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, na Comissão de Finanças e Tributação, cujo objetivo seria esclarecer os impactos dos incentivos fiscais nas contas públicas, o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, disse que pensava em tirar benefícios do setor pesqueiro da região, para levá-los para Laguna, no Sul do estado. Ao ser perguntando pelos parlamentares sobre o crescimento econômico catarinense, o secretário esboçou um mapa de Santa Catarina, mostrando que, de acordo com estudos recentes, o Produto Interno Bruto estará 90% concentrado no litoral daqui a 15 anos, na área entre a Grande Florianópolis e o Norte do Estado, incluindo o Vale do Itajaí. Hoje, 60% do PIB concentra-se nesta região, com base nisto, ele sugeriu a retirada dos benefícios de um local para realocação em outro.

Região que produz

Faltou Eli explicar o que fazer com a indústria pesqueira de Itajaí, Navegantes e Porto Belo, que hoje respondem por 90% de tudo o que é pescado em Santa Catarina e 25% de tudo o que é pescado no Brasil.

Finge preocupação

O secretário Paulo Eli disse, “haver preocupação em promover o desenvolvimento em todas as regiões do estado, gerando riquezas e empregos e que a intenção é promover crescimento econômico também em outras cidades catarinenses, a exemplo de Itajaí que é referência e por isso foi citada”.

Calou-se

Procurado pela reportagem de O Nosso Jornal, o governador não respondeu os motivos pelos quais vem penalizando a Foz do Rio Itajaí, com medidas que irão prejudicar de maneira significativa a região.

Votação

Vale ressaltar que Carlos Moisés fez excelente votação em todo o Litoral Norte, no segundo turno das eleições de 2018. Nas cidades de Itajaí e Navegantes, ele obteve, respectivamente, 74,11% e 69,05% dos votos válidos.

DEIXE UMA RESPOSTA