Depois de um início de administração conturbado por conta da baixa capacidade de endividamento deixada pelo governo anterior, por uma doença que acometeu o chefe do Executivo e vivenciando uma das piores crises econômicas da história brasileira, capaz de impactar negativamente a arrecadação, a Prefeitura de Navegantes apresenta números e dados positivos em áreas consideradas prioritárias como saúde, educação e infraestrutura. Na saúde, apenas no último mês, junho, as unidades básicas atenderam 49.878 pacientes, sendo que um único bairro, o São Paulo, realizou 5.707 procedimentos. O fato de contabilizar quase 50 mil consultas é algo relevante, já que segundo o IBGE, a cidade possuía, na última estimativa em 2018, 79.285 moradores, ou seja, significa que em um único mês, passou pelos postos de saúde 62,9% da população, algo explicado, em partes, pela chegada das estações mais frias do ano.

No Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, o ano vem sendo de superação e de janeiro até agora, os atendimentos no pronto socorro quase dobraram, sendo registrados 5.676 pronto atendimentos no primeiro mês do ano, contra 9.726 em maio. O hospital também viu mais que dobrar neste ano os procedimentos realizados com crianças, sendo registrados 953 em janeiro, contra 2.341 em junho. Apesar de a unidade hospitalar também atender a pacientes de outros municípios, 98% dos atendimentos são para munícipes navegantinos.

Obras

Conforme números apresentados pela Secretaria de Obras, outra área considerada prioritária, a infraestrutura também vem recebendo aportes significativos, sendo que desde o início da atual gestão, 27.163 metros quadrados de ruas foram pavimentados, isto sem citar outros investimentos como drenagem pluvial, recolocação de lajotas, entre outros.

Reivindicação

Em infraestrutura foram mais de 60 ruas contempladas, seja com obras de drenagem ou pavimentação, entre elas, a rua Florzina Couto, no Centro, por exemplo, que teve toda a sua extensão pavimentada, em atendimento a uma antiga reivindicação da comunidade.

Gravatá

No bairro Gravatá, a comunidade acompanha o desenrolar de obras de recuperação na orla da praia, por meio da contratação de uma empresa, especializada na prestação de serviços de enrocamento (conjunto de blocos de pedra, lançados uns sobre os outros dentro da água para servir como lastro para fundação), reconstrução do deck de madeira e implantação de ciclovia e nova iluminação, até próximo ao portal de entrada da cidade, na divisa com o município de Penha.

Educação

Na área da educação muitos foram os investimentos, mas o destaque principal dos feitos da pasta foi uma economia, feita com a compra de uniformes e kit escolares. No ano de 2017, utilizando a licitação feita na gestão anterior, foi investido R$ 2.283.918,80 na compra de uniformes, mas em 2019, mesmo comprando um número maior de itens e melhorando a qualidade do produto entregue aos alunos da rede pública, a Prefeitura de Navegantes investiu R$ 1.652.686,40, ou seja, uma economia de 27,67%, apesar de ter adquirido produtos superiores aos comprados pela gestão passada.

Água

Saindo um pouco das áreas de saúde, educação e infraestrutura, destaque para investimentos em outras áreas como no abastecimento de água por parte da Secretaria de Saneamento Básico que prevê, apenas em 2019, investimentos na ordem de R$ 9.779.360,00, valor que deve ser utilizado na extensão da rede de distribuição de água e em reservatórios que garantam, principalmente na temporada de verão, o abastecimento na cidade.

Segurança

Para complementar as ares sensíveis à população, mais do que o dinheiro investido, a Secretaria de Segurança merece destaque pela criação de uma central de monitoramento e de um serviço de inteligência que consiste em um sistema de câmeras espelhadas pela cidade, as quais dão suporte para as forças de segurança. Em pouco tempo de operação, dezenas de ocorrências policiais, furtos e roubos, já foram resolvidas pelas imagens da central.

Emílio Vieira

Prefeito cita infância pobre e diz ter responsabilidade com os mais humildes

Na manhã de quarta-feira (03), o prefeito de Navegantes, Emílio Vieira (PSDB), recebeu a equipe de O Nosso Jornal para uma entrevista. Com voz firme, respondeu aos questionamentos e antes de entrar em qualquer assunto específico falou de sua infância humilde, ao lado de 14 irmãos, citando o fato de todos terem estudado em escolas públicas, sendo esta, segundo o alcaide, a razão dele ter o que chamou de um “compromisso com a população mais carente”, com as pessoas que dependem do Poder Público para as necessidades elementares como saúde e educação. Emílio citou números, fez comparações com gestões anteriores e explanou as principais ações de governo.

O Nosso Jornal – Prefeito, destaque três das principais ações desenvolvidas em sua gestão, dentre as que considera de maior importância até aqui.

Emílio Vieira – Primeiramente cito as realizações da administração, a estrutura da administração, as secretarias estavam muito defasadas, faltando profissionais, estrutura, veículos para levar os profissionais a desenvolverem os seus trabalhos, como por exemplo, aqui dentro do próprio paço, dentro da prefeitura, não tinha veículos para transportar os fiscais, as motos eram todas velhas, não davam segurança para os funcionários, tanto o pessoal da fiscalização como dos outros departamentos. Tínhamos apenas cinco motos, todas em péssimo estado de conservação com problemas nos freios, na embreagem, então precisamos comprar motocicletas novas, foram adquiridos veículos para que esses funcionários pudessem realizar os seus trabalhos. Isto se repetiu nas outras secretarias, Saúde, Educação, enfim, para começar, precisamos disponibilizar os meios para que os nossos servidores pudessem desempenhar as funções com segurança e com os recursos necessários. Como que a pessoa vai trabalhar se ela não dispõe de estrutura? Mais do que respeitar o servidor, estas ações visaram melhorar o atendimento a população, pois o servidor, com a estrutura necessária, trabalha melhor e atende bem a população, com a qualidade que o serviço público exige.

ONJ – Em segundo lugar, o que o prefeito destaca?

EV- Sem dúvida, em segundo lugar eu destaco as ações na área da saúde. Foi outra área que tinha carências, faltava fralda, aparelho de HGT [mede o nível de glicose no sangue], a fita que vai no aparelho de HGT, isto é importante para quem precisa acompanhar o nível de glicose e manter a diabetes controlada. Os medicamentos, havia falta de medicamentos, então precisamos trabalhar nisto, precisamos melhorar a estrutura da secretaria como um todo. Hoje resolvemos estes problemas, estamos realizando um processo seletivo simplificado para chamar novos médicos. Por conta do Programa Mais Médicos, que foi extinto pelo Governo Federal, perdemos aqui cinco profissionais que eram contratados por este programa, então estamos recompondo estas vagas, chamando novos profissionais. Estamos concluindo a reforma no hospital [Nossa Senhora dos Navegantes], ampliando o número de atendimentos no pronto socorro e no hospital como um todo, dando condições para os profissionais nas unidades básicas de saúde, com a compra de móveis, eletrodomésticos, ar condicionado e a prova disto é que fizemos, somente no mês de junho, mais de 49 mil atendimentos. Implantamos a fila única para exames e especialistas, inauguramos a unidade básica de saúde do bairro Meia Praia, ampliamos e reformamos a UBS de Porto Escalvados, mudamos o Departamento de Bem Estar Animal para uma nova sede, bem melhor que a anterior. Vamos inaugurar a Academia de Saúde, a Unidade de Saúde Avançada no Gravatá, enfim, foram muitas as ações na saúde e ainda iremos fazer mais, pois a população depende de um bom serviço nesta área.

ONJ – Para concluir a pergunta inicial, em terceiro lugar, qual área o prefeito cita?

EV- A educação recebeu inúmeros investimentos, foi uma prioridade até aqui na gestão, mas eu destaco as ações de infraestrutura, o que marca o nosso governo eu acho que é a reestruturação das ruas já consolidadas, já feitas, mas que estavam açoreadas, várias obras que foram feitas, via emenda parlamentar, com recursos próprios, mas o que se dá ênfase é que o município está refazendo várias ruas, no Centro, São Pedro, Gravatá, Machados, em todos os bairros estamos recuperando ruas que estavam açoreadas, quando chovia alagavam, causavam problemas para os munícipes, então esta reestruturação eu tenho como uma obra muito positiva, pois em muitas delas as lajotas estavam quebradas, o açoreamento fazia com que a água entrasse na casa das pessoas. Ninguém quer que a água entre no portão de casa, imagina dentro da casa. Navegantes vai completar 57 anos em 26 de agosto, temos muitos problemas que vieram de anos, então precisamos trabalhar muito forte para resolver todos eles.

ONJ – Já que o prefeito entrou na área da educação na pergunta anterior, fale sobre o que foi feito por esta pasta.

EV – Foram muitos os avanços nesta área. Construímos uma creche em Escalvados, estamos entregando ainda neste ano a creche de Porto Escalvados, a Creche Professor José dos Passos Lemos ela já está pronta, resta só mobiliar terminar a parte onde será instalado um parque para as crianças. A creche Bruce Kay [CMEI Bruce Cranston Klay], no bairro São Paulo passa por uma grande reforma, estamos construindo um espaço igual ao que tem lá, ou seja, iremos dobrar ela de tamanho. Vamos entregar, no bairro São Domingos II, a escola Vilna Pretti [EM Professora Vilna Corrêa Pretti] também este ano, que é uma escola de educação fundamental, tem as séries inicias e finais e que há muitos anos estava com problemas e nós conseguimos resolver. Entregamos para a comunidade a Escola Leonora [EM Professora Leonora Schimitz], no bairro Gravatá, ao lado também estamos construindo uma nova creche, nesta escola estamos concluindo as obras do ginásio de esportes, laboratórios e passarelas. No bairro Meia Praia, na escola Rosa Maria Xavier [EM Professora Rosa Maira Xavier de Araújo] construímos uma quadra poliesportiva. Tem a super creche, naquele terreno ao lado do Sinergia, conquistamos a cessão de uso com a União e iremos construir ali. Estamos pintando, reformando todas as escolas, fazendo reparos. Houve muitos avanços no material didático. Conquistamos uma economia com a compra dos uniformes escolares que antigamente vinham sendo comprados com valores absurdos. Conseguimos baixar o preço, melhorando a qualidade dos uniformes que entregamos para as crianças, mudamos o modelo, aonde a comunidade escolar participou e opinou nestas mudanças, o kit escolar também foi todo remodelado, com outros objetos de uso tanto da educação infantil, quanto das séries iniciais e finais. Melhoramos os kits que entregamos todos os anos como o dicionário, os cadernos, lápis, enfim, colocamos outros itens no kit e melhoramos os que já eram entregues. Hoje as crianças querem usar o uniforme porque realmente é um produto de qualidade e ele serve para a segurança de nossos alunos.

DEIXE UMA RESPOSTA