As gasolinas comum e aditivada estão mais baratas em Itajaí no mês de agosto. A Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou a pesquisa de preços de combustíveis na segunda-feira (12), em 44 estabelecimentos da cidade. O bairro Vila Operária registrou o menor valor da gasolina comum: R$ 3,63 por litro, se o pagamento for realizado em dinheiro. Outros combustíveis registraram queda ou mantiveram o preço médio de julho.

A gasolina comum pode chegar ao valor de R$ 4,29 no dinheiro e varia de R$ 3,65 a R$ 4,39 no cartão de crédito. A diferença de preço chega a R$ 0,76, de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo condutor. Em comparação com o mês de julho, o preço médio foi mantido em R$ 3,77. O Posto Dagnoni, na Vila Operária, tem a gasolina comum mais barata, enquanto o Posto Via Sete, no bairro Fazenda, apresenta o custo mais alto, entre todos os pesquisados.

A gasolina aditivada, especificamente, apresentou os mesmos valores nas operações em dinheiro e cartão de crédito: R$ 3,67 a R$ 4,49, com R$ 0,82 de diferença. De julho para agosto, o preço médio foi de R$ 4 para R$ 3,98, variação para baixo, de -0,49%.

O diesel comum, por sua vez, registrou valores em dinheiro de R$ 3,19 a R$ 3,49. No cartão de crédito, o litro pode custar R$ 3,19 até 4,04. Já o diesel S-10 varia entre R$ 3,17 a R$ 3,89 (dinheiro) e de R$ 3,17 a R$ 4,14 (cartão de crédito). Nesse mês, a redução no preço médio é de 0,50%.

Álcool

O litro do etanol pode ser comprado pelos valores de R$ 2,99 a R$ 3,58, no dinheiro. No cartão de crédito, o preço varia entre R$ 2,99 e R$ 3,79. A diferença de preço conforme a modalidade de pagamento chega a R$ 0,80.

Gás natural

Por fim, os preços do gás natural veicular (GNV) permaneceram inalterados em relação às três pesquisas anteriores. O custo mais baixo é de R$ 2,79 e R$ 3,09 é o mais alto.

Legislação

O Procon de Itajaí salienta que a Lei Federal 13.445/17 autoriza a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou instrumento de pagamento utilizado. Contudo, se houver diferença para o mesmo combustível, a bomba e/ou bico precisa ser identificada de forma destacada e de fácil visualização. Além disso, o fornecedor deverá registrar no cupom fiscal o valor total pago, conforme a condição escolhida pelo consumidor.Tabela

DEIXE UMA RESPOSTA